Seguro de Vida

Saber como funciona o Seguro de Vida é o primeiro passo para tomar a decisão certa. A verdade é que na prática muitas pessoas não contratam o seguro perfeito para as suas necessidades porque não sabem como funciona.

Mas agora saiba: não há segredo! É necessário conhecer o contrato de seguro, conhecer os direitos e obrigações do segurado e da seguradora, bem como saber os passos a tomar na hora da compra.

Como funciona um seguro de vida?

O Seguro de Vida é semelhante a um contrato pelo qual a seguradora paga uma indenização se ocorrer um evento especificado no contrato de seguro.

Em caso de morte do segurado, a indenização do seguro é paga aos beneficiários selecionados no momento da celebração do contrato. Caso contrário, o valor é recebido pelas pessoas jurídicas.

Para que o segurado tenha direito à proteção, ele paga o serviço mensalmente ou imediatamente, no ato da contratação. Assim, essa relação pode permanecer ativa durante todo o período de seguro.

Por que o Seguro de Vida é tão necessário?

Ninguém está sozinho. Mesmo que você more sozinho, ainda existem pessoas que cuidam de você, assim como muitas outras de quem você gosta, seja você parente consanguíneo ou não. O Seguro de Vida é muito importante para proteger esses entes queridos.

Ao fazer um seguro, você escolhe o beneficiário – que receberá seu dinheiro de volta no caso de um evento segurado. Como você pode ver, isso minimiza a ansiedade em momentos extremamente difíceis, como:

  • perda de um amado;
  • um evento que resultou em uma deficiência permanente;
  • diagnóstico de doença grave;
  • necessidade de hospitalização.

Diante de tal episódio chega de choque emocional, concorda? É melhor se você não tiver que compartilhar seus pensamentos e medos sobre questões financeiras. É por isso que o Seguro de Vida é tão importante.

Além disso, dependendo da cobertura escolhida, o Seguro de Vida não se aplica apenas ao beneficiário em caso de morte. Pode ser usado na vida do segurado, por exemplo, em caso de doença grave, invalidez e outros.

Que garantias isso dá ao segurado?

As garantias dos seguros se expressam na forma de coberturas – eventos que requerem indenização. O seguro geralmente deve incluir seguro de morte, que é obrigatório.

Outros variam de acordo com as diferentes opções de seguro oferecidas por cada seguradora e podem incluir, mas não estão limitados a, proteção:

  • morte por acidente;
  • invalidez permanente total ou parcial como resultado de um acidente ou doença;
  • despesas médicas, hospitalares e odontológicas;
  • diariamente devido a deficiência temporária;
  • taxas diárias de hospitalização;
  • diagnóstico de doenças graves.

Se isso estiver devidamente estipulado no contrato de seguro, a ocorrência desses eventos será coberta por seguro que oferecerá o suporte financeiro acordado ao segurado ou suas pessoas autorizadas.

Para proteger os segurados que regulam e controlam o setor, existe a Supervisão de Seguros Privados (SUSEP), que estabelece regras para identificar as empresas que podem trabalhar com esse produto.

Contanto que você escolha uma seguradora confiável e autorizada SUSEP, você não corre o risco de ficar desprotegido quando mais precisa de suporte.